Uma dúvida bem comum é se o aposentado pelo INSS pode continuar trabalhando ou não. Para te ajudar com essa questão, preparamos o nosso texto com as principais particularidades e quando elas são aplicadas.

Aposentado pelo INSS pode ou não trabalhar?

Essa é uma questão que dependerá da forma que você se aposentou. Na maioria dos casos não existe nenhum problema de um aposentado pelo INSS continuar trabalhando ou mesmo conseguir um novo emprego para complementar a sua renda. Inclusive, acontece em muitos casos da pessoa continuar trabalhando na mesma empresa onde se aposentou.

Lembramos que estamos falando para os aposentados, os beneficiários que recebem auxílio, não entram nas regras que vamos destacar ao longo do texto. Assim como os pensionistas do INSS, que podem trabalhar normalmente.

Aposentados por invalidez

Aposentados pelo INSS por invalidez permanente é a principal situação em que você não poderá trabalhar, pois se trabalhar, o Instituto Nacional do Seguro Social vai entender que você está apto para o trabalho e irá cancelar o seu benefício.

No caso da aposentadoria ser por invalidez parcial, o beneficiário que voltar a ativa, perderá 50% do valor do seu benefício.

Se você não é aposentado por invalidez, poderá seguir trabalhando, mas com algumas regras diferentes daquele trabalhador que ainda não se aposentou.

Regras para o aposentado pelo INSS continuar trabalhando

Algumas regras pode ser vistas como desvantagens e outras como vantagens, vejam a seguir:

  • Aquele aposentado que continuar trabalhando deve saber que irá continuar contribuindo com a Previdência Social normalmente. E infelizmente essa não terá nenhuma vantagem. O seu benefício não irá aumentar!
  • Você não terá mais direito a receber auxílio referente a doença ou acidente, mesmo contribuindo com a Previdência;
  • Não terá mais acesso ao seguro-desemprego em caso de demissão, já que recebe uma aposentadoria do governo.
  • Mantém o direito de receber todas as outras indenizações trabalhistas em caso de demissão, 13º salário e férias proporcionais e multa sobre o saldo do FGTS;
  • Se continuar trabalhando na mesma empresa que se aposentou, pode sacar o saldo total do FGTS;
  • A empresa em que estiver trabalhando após ter se aposentado, será obrigada a pagar o FGTS, mas agora ao invés de ser depositado em uma conta da Caixa Econômica, você pode receber esse valor mensalmente na conta que escolher.

Agora que já entende as principais diferenças do aposentado continuar trabalhando, você pode verificar a melhor opção. Voltar a ativa ou aproveitar a sua aposentadoria da forma que desejar!

Conheça a uConecte!

Convidamos você a conhecer a uConecte. Faça a sua conta e acesse a nossa plataforma, temos vários produtos financeiros. Seja você beneficiário do INSS, servidor público, funcionário de empresa privada, empresário ou autônomo.

As opções que temos disponíveis hoje para os beneficiários do INSS e servidores públicos são:

Opções para todas as pessoas:

Acesse, simule e escolha a opção que desejar!

SIMULE AGORA

Saulo Domingos

Saulo Domingos

Formado em Administração e Pós Graduado em Gestão Comercial / Vendas. Trabalha na Emprestimofacil.com desde 2009, com experiência e conhecimento em empréstimo consignado e outros produtos financeiros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

INSS (Previdência Social)

Prova de vida digital do INSS! Saiba tudo sobre essa novidade

A partir de agosto o Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) começará o seu projeto piloto da Prova de Vida Digital. Vamos saber mais no nosso texto como é feita a prova de vida até Leia mais…

INSS (Previdência Social)

Reabertura das Agências do INSS foi adiada! Confira a nova data!

O Governo Federal alterou a data para reabertura das agências do INSS. Inclusive fizemos um texto no nosso blog informando que a abertura parcial iria acontecer no dia 13/07, mas como a pandemia ainda continua Leia mais…

INSS (Previdência Social)

Reprovado o aumento da margem do INSS! E agora?

Infelizmente no dia 16 de julho foi reprovado o aumento da margem consignável em votação do Senado. Mas calma, nem tudo está perdido, já que essa proposta pode voltar em pelo menos outros dois Projetos Leia mais…